Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 15 de março de 2011

NOTICIAS MDL SUSTENTAVEL

Energias limpas registram rendimentos de US$ 188bi

A expansão dos lucros das indústrias de renováveis até 2010 foi muito mais rápida do que a prevista por especialistas e a atual procura por ações dessas empresas, por causa da crise nuclear, projetam um 2011 ainda melhor  - Leia mais

 

Estado do Rio de Janeiro inova ao criar subsecretaria de Economia Verde

 

Rio de Janeiro - O Rio de Janeiro é o primeiro estado a ter uma subsecretaria de Economia Verde, que tem por finalidade tornar a economia fluminense mais limpa, mais moderna e mais forte. A subsecretária de Economia Verde, Suzana Kahn, encarregada pelo secretário do Ambiente, Carlos Minc, de alcançar o objetivo de, a médio e longo prazos, diminuir as emissões de carbono no estado, falou ontem sobre sua missão:

 

"Queremos criar um mercado estadual, mas, para isto, precisamos estabelecer limites para que cada setor tenha uma cota para transacionar neste mercado. Neste momento é adequado fazer esta mudança, este crescimento para o futuro, mesmo sabendo que isto não é de imediato. Este mercado de carbono só existe, ainda, em outros países", disse a subsecretária.

 

De acordo com Suzana, um dos objetivos da subsecretaria é tornar o estado do Rio o primeiro do país a ter um mercado de carbono como existe na Europa, com a comercialização entre empresas de licenças para emitir gases-estufa. Atualmente, o comércio de crédito de carbono está movimentando a economia de grandes países.

 

Anualmente, são lançados mais de 35,5 bilhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, o principal gás causador do aquecimento global. A Subsecretaria Verde trabalha com três linhas para fomentar a economia verde ou diminuir a intensidade de carbono na economia: compensação; processos mais produtivos e eficiência energética; e atividades que não emitam carbono. A partir daí, serão criados projetos de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa.

 

"A ideia da Subsecretaria de Economia Verde consiste em ter um novo modelo forte de desenvolvimento considerando questões associadas ao ambiente. Este é um fator motivador deste novo estilo de desenvolvimento. Esta é uma nova forma de crescimento. Economia verde é termo da moda e que começa a circular com mais vigor no mundo, embora ainda soe meio volátil. Inclusive, este será o tema da próxima Conferência de Meio Ambiente da Organização das Nações Unidas (ONU), que se realizará no Rio de Janeiro em junho de 2012", explicou Suzana

 

http://www.procelinfo.com.br/client/images/pix.gif

http://www.procelinfo.com.br/client/images/pix.gif

 

http://www.procelinfo.com.br/client/images/pix.gif

Fonte: Diário do Vale

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário