Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

PREFEITURA DE VOLTA REDONDA INAUGURA PROJETO ECOÓLEO

A Prefeitura de Volta Redonda (RJ) deu um importante passo para a preservação do meio ambiente, geração de renda e trabalho e participação em projetos ligados à energia renovável, com a inauguração do Programa Ecoóleo- Associação de Coletores de Resíduos Líquidos e Sólidos-, que consiste na captação e reciclagem do óleo de cozinha usado, para ser transformado em biodiesel. A inauguração foi nesta quarta-feira (15), e o Programa funcionará no bairro São Cristovão, na Rua Vereador Francisco Evangelista Delgado, nº 1355.

 

Simbolizando oficialmente o início do projeto, o prefeito Gothardo colocou o primeiro litro de óleo na bombona (latões plásticos onde serão acondicionados os resíduos recolhidos). A unidade, de acordo com diretor do Banco da Cidadania, recolherá, neste primeiro momento, de 100 a 150 mil litros de óleo. O Programa Ecoóleo contará com um carro e duas motocicletas - doadas por empresários da cidade - para o recolhimento do material.

 

Gothardo lembrou a importância da geração de novos postos de serviço na cidade, além da preservação do meio ambiente. "Este é um projeto pioneiro e audacioso e só terá credibilidade com a continuidade do trabalho da associação de coletores", disse o prefeito, ressaltando que o empenho dos empresários do município e da comunidade será essencial para o programa.

 

Participaram do evento, o presidente do Ecoóleo Wanderlei Dias de Moura; o diretor executivo da Cesbra, Carlos Omar Polastri, empresa que utilizará a matéria-prima para a produção do biodiesel; o diretor do Banco da Cidadania e responsável pelo projeto, Ricardo Ballarini; a secretária de Esporte e Lazer, Rose Vilela; o diretor do Hospital Munir Rafful , Almir Rodrigues - filho da homenageada, D. Custódia de Souza Rodrigues, que deu nome à unidade; o coordenador do Meio Ambiente, Luiz Carlos Rodrigues; o secretário de Serviços Públicos, José Luiz Sales, o presidente da Fevre, José Luiz de Sá, além de representantes da comunidade.

Como Funciona o Programa

Já parou para pensar para onde vai o óleo de cozinha que você joga pelo ralo da pia? Pois ele seguirá para as redes de esgoto, que são despejados, em sua maioria, em rios e mares, poluindo estes locais.

Cada litro de óleo jogado no esgoto tem capacidade para poluir cerca de um milhão de litros de água, o equivalente ao consumo de uma pessoa ao período de 14 anos. O óleo é mais leve que a água, fica na superfície criando uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, comprometendo assim, a base da cadeia alimentar aquática e contribui para a ocorrência de enchentes. Além disso, essa contaminação gera graves problemas de higiene e mau cheiro, atraindo baratas e ratos e ainda prejudica o funcionamento das estações de tratamento de água.

O acúmulo de óleos e gorduras nos encanamentos pode causar entupimentos, refluxo de esgoto e até rompimentos nas redes de coleta. Para retirar esse material e desentupir os encanamentos são empregados produtos químicos tóxicos, o que acaba criando uma cadeia perniciosa e que ainda aumenta consideravelmente os custos dos Serviços de Água e Esgoto da cidade.

A Ecoóleo

 

Associação de Coletores de Resíduos Líquidos e Sólidos já está trabalhando junto às escolas da cidade (Municipais, Estaduais e Particulares), orientando os alunos, funcionários e professores, através de palestras, cartazes e folhetos. As escolas serão cadastradas , receberão bombonas plásticas (com lacre de segurança), e serão remuneradas para cada litro de óleo vegetal coletado.

 

Mas, as pessoas que estão conscientes deste grande problema ambiental também podem participar: é só armazenar o óleo usado, já frio, em garrafas tipo PET, se possível, transparentes, e doarem nas escolas do seu bairro. É importante lembrar que não poderão ser aproveitados óleos minerais (de oficinas, de carros e tipo Nujol).

 

Os comerciantes de bares, pensões, lanchonetes, restaurantes, pastelarias, buffet, hotéis ou que trabalhem com qualquer tipo de frituras, também poderão doar para a Escola de sua preferência. É só entrar em contato com a Ecoóleo, que receberão orientações sobre armazenagem e coleta do óleo. Além de resolver o problema de destinação desses resíduos, ajudarão as escolas e receberão um selo ambiental da Prefeitura Municipal de Volta Redonda.

 

Para maiores informações e cadastro, ligue Disque Ecoóleo: (0xx24) 3339-4226. De segunda a sexta-feira, das 8:00 às 18:00 horas.
(Fonte: Ecopress com informações da Envolverde - 20/08/07, às 9h10)

 

Link: http://www.ecopress.org.br/noticias+com+baixa+repercussao/prefeitura+de+volta+redonda+inaugura+projeto+ecooleo

Nenhum comentário:

Postar um comentário