Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 7 de agosto de 2012

TÜV RHEINLAND CERTIFICA PROJETOS DE GERAÇÃO DE CRÉDITOS DE CARBONO EM INDÚSTRIAS DE CERÂMICA

Cerca de 60 pequenos fabricantes deixaram de utilizar combustíveis fósseis e lenha nativa e optaram pelo uso de biomassas renováveis para o aquecimento de seus fornos

 

A substituição de lenha nativa e combustíveis fósseis por biomassas renováveis como fonte energética é resultado de uma importante iniciativa sustentável adotada por 58 pequenas indústrias cerâmicas localizadas em 12 Estados brasileiros, que gera créditos de carbono e proporciona um melhor desempenho nos aspectos sociais e ambientais dos projetos.

 

A iniciativa foi implementada pela Sustainable Carbon, uma empresa com vasta experiência no desenvolvimento de projetos de substituição de combustível e na geração de créditos de carbono que geram benefícios ambientais, sociais e financeiros a todos os envolvidos por meio do SOCIALCARBON® Standard.

 

O SOCIALCARBON® Standard é um padrão adicional desenvolvido para fortalecer os benefícios socioambientais de projetos de redução de emissão.

 

Cerca de 60 pequenos fabricantes deixaram de utilizar combustíveis fósseis e lenha nativa e optaram pelo uso de biomassas renováveis para o aquecimento de seus fornos. A substituição de lenha nativa e combustíveis fósseis por biomassas renováveis como fonte energética é resultado de uma importante iniciativa sustentável adotada por 58 pequenas indústrias cerâmicas localizadas em 12 Estados brasileiros, que gera créditos de carbono e proporciona um melhor desempenho nos aspectos sociais e ambientais dos projetos.

 

A iniciativa foi implementada pela Sustainable Carbon, uma empresa com vasta experiência no desenvolvimento de projetos de substituição de combustível e na geração de créditos de carbono que geram benefícios ambientais, sociais e financeiros a todos os envolvidos por meio do SOCIALCARBON® Standard.

 

O SOCIALCARBON® Standard é um padrão adicional desenvolvido para fortalecer os benefícios socioambientais de projetos de redução de emissão. A iniciativa é certificada pela TÜV Rheinland do Brasil, subsidiária de um dos maiores grupos mundiais de certificação, inspeção e gerenciamento de projetos.

 

São certificações voluntárias de crédito de carbono que, no período de Abril de 2006 até Maio de 2012, evitaram que cerca de 2.767.491 toneladas de CO2 fossem liberadas na atmosfera.

Segundo o gerente do Departamento de Energia e Serviços de Meio Ambiente da TÜV Rheinland, Sebastián Rosales, os combustíveis dos fornos das cerâmicas produtoras de telhas e tijolos passaram a utilizar biomassas renováveis, como resíduos de cana, casca de arroz, casca de coco, serragem e lenha de manejo com DOF (Documento de Origem Florestal).

 

“A TÜV Rheinland faz o trabalho de verificação de todas as práticas socioambientais adotadas junto a esses pequenos produtores, para avaliar se os projetos estão em conformidade com os critérios estabelecidos pela metodologia do SOCIALCARBON® e a partir de então concede a certificação, que permitirá a geração dos créditos de carbono que ao serem vendidos beneficiarão tanto os trabalhadores das fábricas como a comunidade local”, explica del Valle Rosales.

 

A metodologia SOCIALCARBON® faz uso de indicadores de sustentabilidade relacionados com os recursos: social, humano, financeiro, de biodiversidade/tecnológico, natural e carbono. Esses indicadores são identificados por meio de consultas públicas e reuniões realizadas com as partes interessadas, sendo a metodologia reaplicada e verificada de forma independente pela TÜV Rheinland, em prol da melhoria constante do desempenho sustentável das indústrias cerâmicas.

 

De acordo com o padrão SOCIALCARBON®, além da geração dos créditos de carbono, são monitorados outros benefícios socioambientais relacionados à formação profissional, saúde, segurança e melhor gestão ambiental, que se refletem nas condições de trabalho dos funcionários e na melhoria da qualidade de vida da comunidade. “A motivação pela geração dos créditos de carbono é fundamental para as melhorias de desempenho social e ambiental”, observa del Valle Rosales.

 

SOBRE A TÜV RHEINLAND

 

O Grupo TÜV Rheinland é um dos maiores em certificações no mundo. Fundada na Alemanha há 140 anos, a organização tem uma trajetória marcada pela seriedade, profissionalismo e independência. Há cerca de 40 anos, iniciou seu processo de internacionalização, a partir da Europa. Desde então, a rede não parou de crescer. A marca TÜV Rheinland está presente em milhares de produtos ao redor do mundo, garantindo que são seguros para usuários e consumidores.

 

No Brasil, a empresa possui por volta de seis mil certificações ativas, atendendo a mais de 1.500 clientes dos mais diversos setores. É uma empresa acreditada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), do Ministério das Comunicações, e pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) em mais de 100 escopos diferentes, tendo forte atuação junto aos setores de telecomunicações, tecnologia da informação, eletrodomésticos, máquinas, equipamentos de proteção individual, produtos médicos, produtos mecânicos de recreação e domésticos; produtos alimentícios, indústria automobilística e de autopeças e entretenimento, entre outros.

 

VENTOS DA INOVAÇÃO

 

Apenas as mudanças climáticas explicam eventos recentes

Evento discute como levar sustentabilidade para empresas do futuro

Investir em inovação pode dinamizar a economia

Biofiltro consome gás do efeito estufa em aterro sanitário

Rumo à rede elétrica inteligente

Plástico biodegradável de açúcar está pronto para escala industrial

Nenhum comentário:

Postar um comentário